Dica para os Guerreiros ( e quem deseja mais Saúde e Massa Muscular)

quinta-feira, 17 de junho de 2010

PEQUENA HOMENAGEM AO MESTRE NATALI


Mestre Marco Natali foi um dos primeiros (se não o primeiro) professor a ensinar Kung Fu no Brasil.Muito aprendi(como ainda continuo aprendendo) sobre a história e a filosofia do Kung Fu através de seus livros.

Então resolvi postar aqui uma breve biografia sobre o Mestre Natali

Mestre de Kung Fu credenciado pela Kuoshu Federation of China, pela British Tai Chi Chuan & Shaolin Kung Fu Association e pela Sociedad Shaolin Tsu Kuoshu.


Criador da União Nacional de Kung Fu e da Fraternidade Kung Fu (atual Chinese Boxing Society) , é também fundador e incentivador de dezenas de entidades ligadas ao ensino e divulgação do Kung Fu.


É o brasileiro que mais tem contribuído para a divulgação do Kung Fu em nosso país, tendo concedido entrevistas e promovido demonstrações em dezenas de estações de rádio e televisão, do Rio Grande do Sul ao Amazonas.


É o autor que possui o maior número de livros sobre Kung Fu em todo o mundo. Autor de artigos publicados em dezenas de jornais e revistas nacionais e internacionais.


Sendo um dos pioneiros no ensino do Kung Fu em nosso país, é o responsável pela introdução dessa Arte Marcial em vários estados brasileiros, tendo ministrado cursos e conferências sobre a filosofia Kung Fu e outros temas relacionados com esta disciplina em dezenas de cidades de norte a sul do país.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


A Vida do Mestre:


Mestre Marco Natali, cujo nome completo é Marco Antônio Ceda Natali, nasceu a 27 de Abril de 1950, na cidade de São Paulo, sendo seus pais Redento Natali Júnior, Jornalista, e Yolanda Ceda Natali, escritora.


Iniciou sua prática das Artes Marciais em Julho de 1962, através dos ensinamentos do Mestre Wong Lee Chang, que o iniciou nos estilos Ch´An Tao Chuan, Shaolin, Chang Chuan e Tai Chi Chuan.


Com o falecimento de seu Mestre em 1968, prosseguiu seu aprendizado de Kung Fu e iniciou a prática de de outras Artes Marciais. Foi discípulo do Mestre See Tiong Foo no estilo Wing Chun, estudou Shaolin e Tai Chi Chuan com o professor Ho, que ministrava aulas na Missão Chinesa no Brasil antes de emigrar para a Califórnia. Fey Hok Pay com o professor Lope Siu Ping, e Tai Chi Chuan com o professor Liu Chi Ming.


Praticou Karate estilo Shotokan com o professor Tomeji Ito, e estilo Gojuryu com o professor Ryuzo Watanabe. Aikido com os professores Reishin Kawai e Keizen Ono. Judo e Capoeira com os professores do SESC e Jiu-Jitsu com o professor Otávio de Almeida.


Ensinou o Kung Fu até o ano de 1984, tendo realizado cursos em todo o Brasil e participado na fundação das seguintes entidades:


União Nacional de Kung Fu
Associação Brasileira de Kung Fu
Associação de Kung Fu Ch´An Tao Chuan
Associação de Kung Fu Li Siu Loong
Lee Jun Fan Kung Fu Center
Núcleo Cultural Om Karma
Fraternidade Kung Fu
Fraternidade Atmavidya


A partir de 1984, assumiu sua posição como Diretor Presidente da União Nacional de Kung Fu, e Mestre dos estilos Shaolin Tao Chuan, e Wing Chun Tao Chuan, transferindo a supervisão técnica a seu discípulo Francisco José D´Urbano, e mudando sua residência para a cidade de Campos do Jordão - SP.


Suas atividades como escritor compreendem mais de noventa e seis livros publicados (até 2009), sobre temas variados, como Artes Marciais, Psicologia, Filosofia, Alimentação, Neurolinguística, Empreendorismo, entre outros.


Além de sua destacada posição no mundo das Artes Marcias, o Mestre Marco Natali, é bastante respeitado no mundo do Yoga, e das filosofias orientais, possuindo vários certificados nessa área.


Foi Professor de Pós-Graduação nas cadeiras de Criatividade Empresarial, Marketing, Metodologia de Ensino Superior, Neurolinguística, entre outras, em Universidades de diversos estados brasileiros e no INPG (Instituto Nacional de Pós-Graduação). Tendo recebido inclusive, o grau de PHD em Programação Neurolinguística, pela World University (USA) e Doutorado em Terapia Neurolinguística pela World Development University (Índia). Recentemente recebeu homenagem da Câmara Brasileira do Livro, por 25 anos de contribuição ao mundo dos livros.


Mestre Natali, foi o único Mestre de Kung Fu do Brasil a receber uma carta do próprio punho de Linda Lee, esposa do famoso Ator e Artista Marcial, Bruce Lee (uma cópia do original dessa carta se encontra nas páginas do seu livro "O Soco de Uma Polegada de Bruce Lee").


Alguns de seus livros, já se espalharam pelo mundo todo, Mestre Marco Natali, recebe cartas dos mais diferente países do mundo, como Filipinas, Nova Zelândia, Cuba, Estados Unidos, Inglaterra, etc...


Evidentemente, todo esse sucesso, tem despertado a inveja de outros "Mestres" das Artes Marciais, mas embora já tenham inventado as histórias mais absurdas a seu respeito, ninguém pode negar, que o Mestre Marco Natali fez por merecer um destacado lugar entre os Artistas Marciais Brasileiros.
E se um dia a história do Kung Fu no Brasil, for escrita, será impossível não mencionar seu nome.


-----------------------------------------------------------------------------------------------------------------------------


Produção Literária em Artes Marciais:


O Mestre Marco Natali, com 18 livros (sobre artes marciais) publicados, é o escritor com maior número de livros sobre artes marciais no mundo.
Conheça quais são eles (os anos e as editoras, correspondem à primeira edição):


Técnicas Básicas do Kung Fu - Ediouro, 1978
Curso Básico de Bastão - Ediouro, 1979
O Kung Fu de Bruce Lee - Ediouro, 1980
Nunchaku a Arma Mortal do Kung Fu - Ediouro, 1983
O Soco de Uma Polegada de Bruce Lee - Dio, 1983
Wing Chun Kung Fu - Ediouro, 1983
Kung Fu Fundamentos e Estilos - Editora Três, 1984
Técnicas Básicas do Aikido - Ediouro, 1984
Kung Fu - Defesa Pessoal - Editora Três, 1984
Bruce Lee - Editora Três, 1984
Filosofia Kung Fu - Dio, 1984
Fraternidade Kung Fu - Dio, 1984
Vajramushti - A Arte Marcial dos Monges Budistas - Ediouro, 1986
Defesa Pessoal Kung Fu - Ediouro, 1986
Técnicas Mortais do Kung Fu - Ediouro, 1987
Técnicas Básicas do T'Ai Chi Ch'uan - Ediouro, 1987
Espírito Marcial - História, Filosofia e Psicologia das Artes Marciais - Ediouro, 1990
Zen e as Artes Marciais - Ediouro, 1990


Por seu amplo conhecimento na área de Artes Marciais, o Mestre Natali, foi também convocado a dar consultoria, revisar e traduzir para o português, vários livros sobre o tema:


Dicionário Ilustrado de Budo - Ediouro, 1980.
Esportes de Luta e Combate - Ediouro 1980.
Judo a Maneira Fácil - Ediouro, 1980.
Shiatsu dos Pés Descalços - Editora Ground, 1983
Shaolin Tao Chuan Kung Fu - Ediouro, 1986.
Kuen-Tao Kung Fu - Ediouro, 1987.
Judo Fachwort Lexikon - Ediouro, 1987.
"O Controle Mental dos Ninjas" - Ediouro, 1988.
"O Toque da Morte Ninja" - Ediouro, 1989.
"O Tao do Jeet Kune Do" - Ediouro, 1996.

FONTE:http://cbskungfu.host-ed.net/index.html

16 comentários:

  1. Eu tive o prazer de conhecer este homem fantástico quando tinha apenas 15 para 16 anos. Hoje, aos 37 anos, vejo que muito do que aprendi com ele ainda ponho em prática no meu cotidiano.
    Realmente uma pessoa especial.

    ResponderExcluir
  2. Grande pessoa!
    Mestre e amigo!
    Enfatizando a arte do Kung Fu para transformação do ser,o crescimento moral e filosófico aliando estudo e pratica! Formando pessoas de bem...guerreiros da vida!
    Saudo o Mestre Marco Natali!
    Abraços amigo Leandro!...proveito para parabeniza-lo por seus esforços e por suas conquistas!

    Hatake

    ResponderExcluir
  3. gostaria do e-mail do Mestre Marco Natali se possível pois gostari de perguntar se um certo mestre aqui no Amapá foi seu aluno, pois tenho sérias dúvidas e preciso confirmar minhas suspeitas pelo bem do kung fu. qualquer coisa meu e-mail é nielsen.amaral@gmail.com

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Qual o nome do suposto "mestre" que existe ai no amapa?

      Excluir
  4. Eu não tive a honra de conhecelo mais um dia gostira de ter a honra de conhecelo,começei a pratica wing chun por causa dele eu sou louco para ler seu livro sobre wing chun mais ainda não consegui> Se alguem tivem gente meu email e zecakf@hotmail.com ficaria muito grato mesmo. Saudação

    ResponderExcluir
  5. Eu sou praticante de wing chun e comecei estudando os livros do Mestre Marco Natali. O tradicionalismo e objetividade nas explicações não deixa aquele que lê o livro sem entender, pelo contrario, esclarece minuciosamente como se deve fazer cada forma. O livro, mesmo lançado há muitos anos atrás contém a verdadeira essência desta arte marcial tão querida que é o wing chun. Obrigado Mestre Natali.

    ResponderExcluir
  6. Em primeiro lugar, quero agradecer ao Leandro esta homenagem de que não sou merecedor.
    Sou apenas um homem comum, que fez um trabalho honesto e sincero dentro do Kung Fu, objetivando o bem de meu próximo.
    Se houve algum mérito nisso foi devido a ter procurado esclarecer os jovens a respeito da filosofia que caracteriza essa arte ao contrário de alguns "mestres" que buscam apenas o aspecto marcial, gerando atletas acéfalos.
    Infelizmente só descobri este Blog hoje, daí não ter me comunicado com vocês antes.
    Agradeço sensibilizado os comentários que estão aqui e convido a todos a fazerem parte de uma das grandes tarefas de minha vida, a CBS - Chinese Boxing Society.
    Para saber mais:
    http://cbskungfu.alotspace.com/
    http://www.unicefa.com.br/kung-fu/
    Para entrarem em contato comigo:
    tvp@uol.com.br
    http://www.facebook.com/marco.nataliescritorbrasileiro

    Que o exemplo de vocês dignifique nossa arte e sirva para motivar jovens que sintam prazer em participar desta CORRENTE DO BEM.

    Por você e pelo Kung Fu.

    Marco Natali

    ResponderExcluir
    Respostas
    1. Olá Mestre Natali, como está? Para mim é uma grande honra e imenso prazer ter este seu comentário em meu blog. Desde o início de minha vida Kung Fu o senhor sempre foi um grande exemplo para mim e não tenho receio em dizer que grande parte do que sei e conquistei hoje em dia foi devido aos seus ensinamentos, tanto através de seus livros quanto dos ensinamentos que transmite atraves da Chinese Boxing Society ( entidade que já sou filiado a uns três ótimos anos e pretendo continuar com meus estudos nela até onde for possivel).

      Obrigado por tudo Mestre.
      Grande abraço e Paz

      Excluir
  7. tenho ,muito livros de marco natali...

    ResponderExcluir
  8. Mais uma vez obrigado Leandro, espero que continue a conduzir os praticantes de Wing Chun e do Kung Fu em geral a uma reflexão que desenvolva neles o lado espiritual. O valor da vida está no que fazemos com ele em direção ao bem e em auxílio ao próximo.

    POr você e pelo Kung Fu.

    Marco Natali

    ResponderExcluir
  9. Tenho uma grande admiração pelo Mestre Marco Natali. Desde a adolescência leio livros dele e o admiro muito.
    Longa vida a ele!

    ResponderExcluir
  10. Tive o prazer de receber os ensinamentos do Mestre Natali em sua Academia Lee Jun Fan Kung Fu Center na av. Domingos de Moraes- Santa Cruz. Foi muito especial pra mim aqueles anos de academia, conheci pessoas que mudaram meu modo de pensar sobre lutar.
    Hoje aqui voltei ao passado e foi bastante prazeroso ver as homenagens a esse grande Mestre que conheci.
    Obrigado Mestre Marco Natali

    ResponderExcluir
  11. depois que inventou o wing chun tao chuan ( não sabia nem as armas) e um tal de shaolin tao chuan sem procedencia nenhuma, foi um grande divulgador mas deveria contar a verdade e falar que criou esses estilos (que somente existem no Brasil e ainda bem que esta sumindo).

    ninguem no mundo do wing chun tem registro do See Tiong Foo da malasia a verdade que nem existiu, na epoca uma equipe foi para o consulado e a faculdade e também não existia tal registro somente uma foto que apareceu depois de tantos questionamentos sobre isso contando com uma reunião na união nacional de kung fu onde o Sr Marco Natali tentou explicar sobre isso, lembrando que quem trouxe o kung fu ao brasil foram os mestres Chan K Wei e Chiu Ping Lok (Lope) isso na década de 60' depois aparecem os mestres Thomas Lo pioneiro no wing chun e mais tarde Li Wing Kay e Li Hon Ki alem de outros como o Lee ( irmão do lope) e Moy Gin Ying (Wong do tai chi), isso tudo em 60 a 70' na época não existia instrutor brasileiro e nem era para ter varios estavam jovens ainda e treinando.

    ResponderExcluir
  12. é amigo é muito feio o que voce deixou registrado aqui hoje uma tentativa diga-se de passagem um tanto frustrada de denegrir a imagem do mestre marco natali, o fato de voce ser representante hoje do sifu chow se da por dois motivos: primeiro- por que voce conheceu sifu chow por que treinou com sifu durbano ``aluno do mestre marco natali´´ pessoa da qual voce esta falando mal se não fosse atravez desta famila do kung fu voce nem conheceria o sifu chow e segungo- só é representante dele hoje, não porque voce é especial ou melhor que alguem e sim porque voce tem dinheiro para viajar até os estados unidos e manter a sua representação em dia e digo mais, para quem é fã de mestre marco natali nada do que voce disse tem crédito porque para ensinar da maneira que ele ensinou e escrever tudo que escreveu sobre o wing chun ele não pode ter simplesmente inventado o estilo como voce afirma ele tem que ter treinado muito para saber o que sabe não é simplesmente deitar a noite sonhar com o estilo e no outro dia dar aula sobre o assunto ou escrever um livro para isso tem que ter conhecimento então suas afirmações são mais ficticias do que a suposição de o mestre marco natali ter inventado o estilo ou sobre ele ter treinado com see tiong foo e digo mais não só o kung fu mas todas as artes marciais de certa forma devem alguma coisa ao mestre marco natali por ele ter dedicado parte de sua vida escrevendo e divulgando-as.
    mestre marco natali é com muita admiração e carinho que te peço desculpa pelo comentario do nosso amigo, saiba que o senhor é mais uma das lendas dentro da história do wing chun e o melhor de tudo o senhor é brasileiro e fez por merecer.

    ResponderExcluir
  13. Obrigado Luciano. Algumas pessoas acreditam que eu sou uma espécie de gênio capaz de aprender um estilo da noite para o dia, mas não sou nada disso. Nem sequer jamais me declarei mestre de coisa alguma. Sempre afirmei que ninguém é mestre de ninguém e que cada qual é mestre de si mesmo. Muitos dos "mestres" que existem por aí foram meus alunos e apanhavam feio de outros alunos meus. Hoje nem admitem ter me conhecido, nem ter treinado comigo por razões óbvias. Alguns jovens não parecem perceber que quando eu comecei a ensinar o Wing Chun na década de setenta, ninguém conhecia o Bruce Lee por aqui. Eu perguntava aos mestre chineses que haviam na época sobre o Wing Chun e ninguém havia ouvido falar nesse estilo. O próprio Bruce foi recusado para o papel de Kway Chang Kayne na série Kung Fu, da televisão porque seu sotaque chinês era muito pronunciado. Não havia internet, nem os recursos que foram trazidos ao Brasil pelo Collor. Na época em que o Collor foi eleito eu já havia parado de ministrar aulas e a União Nacional de Kung Fu, a primeira instituição de ensino de Kung Fu no Brasil a obter alvará de funcionamento no tempo em que nenhum chinês possuía o alvará, já estava sendo dirigida pelo D'Urbano.
    Agradeço sua lealdade e agradeço a Deus pela oportunidade de ter dado ao nosso povo minha pequena contribuição. Abraço.

    ResponderExcluir
  14. É preciso lembrar também que quando o filme OPERAÇÃO DRAGÃO foi exibido no Brasil, o Bruce Lee já tinha morrido. Quando o Bruce ainda era vivo ninguém sabia do Wing Chun por aqui eu conversava com os mestres chineses sobre Wing Chun e eles riam de mim. Outra coisa que poucos sabem é que as palavras TAO CHUAN que agreguei aos dois estilos que ensinava na época significam Arte dos Punhos do Caminho da Meditação porque eu julgava correto ensinar aos meus alunos um caminho espiritual que conduza o praticante de Kung Fu a uma percepção que transcende a simples luta. Coisa que jamais vi um chinês ensinar por aqui não porque não quisessem e sim porque desconheciam essa faceta do Kung Fu. Muitos me criticaram quando eu dizia que Kung Fu significava Tempo de Habilidade, muitos anos se passaram e o Jackie Chan publicou em um artigo a mesma tradução. Mas ninguém nunca me procurou para se desculpar por isso. Muito obrigado a todos por esta homenagem de que jamais fui merecedor. Simplesmente fiz o meu trabalho e procurei fazê-lo da melhor forma possível considerando que os recursos da época eram muito precários. Abraço a todos.

    ResponderExcluir